08 abril 2019

VIREI MÃE E AGORA? | JOYCE FREIRE

“Virei mãe e agora?” - Foi o que pensei no instante em que vi os dois tracinhos no teste de gravidez. Tudo começa com o primeiro pontinho de vida que aparece dentro de você e, então, surge o mais lindo paradoxo da natureza, a maternidade.
Um mix de alegria e responsabilidade, curiosidade e medo e, é claro, de muito amor envolvido. Não nascemos prontas para esse momento, mas quando nasce um bebê, nasce também uma mãe. Eu tinha tantas inseguranças! Como vou dar banho? Como vou educar? Como vou segurar no colo? Eu não sabia nada... Mas, descobri o poder do amor, um amor gigante por um ser tão pequenininho, um amor de graça que não pede nada em troca e que é capaz de te transformar para sempre.

Por esse amor, descobri uma força que não imaginava que tinha [com 8 horas ininterruptas de dores e contrações], conheci uma versão super mãe de mim mesma [que sabe por um chorinho quando é fome, cólica ou outra coisa] e entendi que com cada desafio que aparece [todos os dias, por sinal] vem também o presente de uma nova descoberta. 

Pensamentos, como “não vou conseguir” ou “não sou boa mãe” são inevitáveis quando nos deparamos com aquele relato de uma maternidade perfeita, mas não se apegue a isso. Não existe melhor mãe para o seu filho do que você! Tenha orgulho da sua força, das suas lágrimas, da sua vontade de tentar e de não desistir, porque [vou te dar um spoiler do final] você vai conseguir e vai inspirar alguém.

Beijos da Joy. ❤

0 comentários:

Postar um comentário